Untitled Document
   

BLOG

Feeds RSS

Facebook

Tweeter Canal SINAERJ Youtube

Google+   Versão SINAERJ Mobile Tradutor Online English Version
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
 
 
 
 
 
 
SINDICALIZE-SE!
Juntos somos mais fortes!
- ADMINISTRADOR
- ESTUDANTE
Clique acima e preencha sua ficha.
 
JORNAL IMPRESSO
Ano 10 - nº 42<BR> Set e Out de 2016
Ano 10 - nº 42
Set e Out de 2016
Edições anteriores
JORNAL VIRTUAL
Ano 2 - nº 4<BR> Ago e Set de 2017
Ano 2 - nº 4
Ago e Set de 2017
Edições anteriores
 
INFORMATIVO
Ano III - nº 216
Julho 2017
Edições anteriores
REVISTA
Ano IV - Edição 2<br>Virtual 2017
Ano IV - Edição 2
Virtual 2017
Edições anteriores
 
 
          SELO ANUAL
52 anos<br />9 de setembro de 2017
52 anos
9 de setembro de 2017
Edições anteriores
SINAERJ - 39 ANOS
SINAERJ - 37 Anos
          SELO ANUAL
47 anos
9 de setembro de 2012
SELO ANUAL
52 anos<br />9 de setembro de 2017
52 anos
9 de setembro de 2017
Edições anteriores
SELO ANUAL
47 anos
9 de setembro de 2012
 
SINAERJ - 37 ANOS
SINAERJ - 37 Anos
 
Faça seu recadastramento online!
Mantenha sempre seus dados atualizados para que possamos enviar nossos informativos.
 
 Informativos Eletrônicos SINAERJ
Cadastre-se gratuitamente para receber nossos informativos eletrônicos e mantermos atualizado.
 
 
 
 
 
 

  Encaminhar      Impressão      RSS   

Adm. Dácio de Souza -

Desafios da Ciência da Administração, em face
de temas da modernidade



Cada vez mais, o ensino da ciência da Administração desafia os profissionais em face da necessidade de uma constante atualização frente aos diversos temas que se apresentam na modernidade. Assuntos como globalização, governança corporativa, responsabilidade social, entre outros, fazem com que os administradores se confrontem com um processo de constante atualização.

Uma questão importante que se apresenta é da responsabilidade socioambiental, pois na esteira da sustentabilidade, as empresas lutam cada vez mais por ambientes diferenciados, visando apresentar seus produtos e serviços adequados ao meio ambiente, uma vez que, hoje, evidências e práticas já são analisadas pelo consumidor final.

A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20 (ocorrida de 13 a 22 de junho de 2012), assim batizada porque marcou os vinte anos de realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92), criou a perspectiva de estar definindo a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas.

A Rio+20 teve em sua composição três momentos distintos. No primeiro momento, a III Reunião do Comitê Preparatório, no qual representantes governamentais se reuniram para negociação dos documentos a serem adotados na Conferência.
No segundo momento, o chamado “Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável”, um espaço em que representantes da sociedade civil, incluindo setor privado, ONGs, comunidade científica, entre outros, reuniram-se, no mesmo local da Conferência Rio+20, para uma discussão sobre temas prioritários e escolhidos de acordo com sua relevância sobre o foco do desenvolvimento sustentável, a saber: (a) Desenvolvimento Sustentável para o combate à pobreza; (b) Desenvolvimento Sustentável como resposta às crises econômicas e financeiras; (c) Desemprego, trabalho decente e migrações; (d) A economia do Desenvolvimento Sustentável, incluindo padrões sustentáveis de produção e consumo; (e) Florestas; (f) Segurança alimentar e nutricional; (g) Energia sustentável para todos; (h) Água; (i) Cidades sustentáveis e inovação; e (j) Oceanos.

Finalmente, no terceiro momento, o Segmento de Alto Nível da Conferência, com a presença de diversos Chefes de Estado e de Governo dos países-membros das Nações Unidas.

A Rio+20 teve dois enfoques principais: (1) A economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza; e (2) A estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável.

A Conferência representou uma oportunidade para análise do progresso feito desde a primeira Cúpula da Terra, a ECO-92, no Rio e para definição das bases de um compromisso com o desenvolvimento sustentável no futuro.

Neste contexto, ficou evidente que é importante que os gestores atuais passem a pensar e a gerir seus negócios tendo em vista não só o desempenho financeiro, como também a chamada sustentabilidade, que traz como desafio a inclusão de práticas economicamente viáveis, socialmente justas e ambientalmente corretas.

No início da década de 1980, a ONU, no debate das questões ambientais, indicou a primeira-ministra da Noruega, Gro Harlem Brundtland para chefiar uma Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento. O documento final desses estudos chamou-se Nosso Futuro Comum, também conhecido como Relatório Brundtland.

 Apresentado em 1987, justificava que desenvolvimento sustentável é “aquele que atende às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem às suas necessidades”.
Com isso, o conceito de sustentabilidade acabou por estender suas fronteiras e atingir as áreas das políticas sociais, dos estudos culturais e também o campo da Administração, principalmente quando deixa claro um de seus princípios básicos, a visão de longo prazo, uma vez que os interesses das gerações futuras devem ser considerados pelos gestores atuais.

A administração enquanto ciência tem a obrigação de se redimensionar e se adequar às necessidades constantes e de buscar inserir nas atividades administrativas relevantes uma série tópicos da administração que estudem e utilizem, nas práticas empresariais, a sustentabilidade.

É importante que, no contexto do estudo do marketing, se considere o enfoque da compreensão da consciência ambiental do consumidor, há que nos atermos à discussão sobre os desperdícios e indicadores de produção, à necessidade de acompanhamento sistêmico, com ênfase na melhoria contínua, dos próprios processos empresariais e da cadeia produtiva, bem como à questão fundamental de um modelo de gestão, entre outros temas, que revelem o caráter multidisciplinar da sustentabilidade e a sua importância no contexto das organizações.

A união da satisfação das necessidades humanas fundamentais com a preservação dos sistemas de suporte à vida do planeta Terra exige que os objetivos e processos de todas as organizações considerem a necessidade de criar valor econômico, social e ambiental e associá-los com a perspectiva de minimizar os danos de sua atuação.

A sobrevivência das organizações está intimamente ligada ao conceito de desenvolvimento sustentável, pois a sociedade não mais admite as agressões ao meio ambiente como aquelas causadas nas décadas passadas por empresas que não tinham essa preocupação.

Os desafios são muitos para os estudiosos e atores do campo da administração, notadamente na questão de se aliar o crescimento das organizações com as questões de sustentabilidade impostas pelos reclames da sociedade atual.
Na concepção do novo modelo da ciência da Administração, é necessário que estejam inseridas, quer no campo de atuação empresarial, quer no campo da formação acadêmica, as questões postuladas pelos novos desafios de uma sociedade igualitária e preocupada com o futuro das gerações vindouras.

O grande desafio para o ensino da Administração é conseguir atender às novas abordagens impostas pela sociedade moderna ao mesmo tempo em que fundamenta os futuros administradores nos princípios basilares e fundamentais da competência intelectual.
Não podemos negar a grande necessidade de atualização do saber com os grandes desafios dos temas em ascendência na sociedade, sem, contudo, esquecermo-nos da formação acadêmica calcada nos princípios mestres da ciência e da gestão administrativa.
É importante que a ciência da administração se faça presente frente aos grandes desafios de formação e atualização de atuais e futuros administradores.



Adm. Dácio de Souza
Diretor




 
 
 
Untitled Document
ENDEREÇO
Av. 13 de Maio, 13 - 8º andar
Centro, Rio de Janeiro / RJ
CEP: 20031-901

Tels.: 21 2262-3090 / 2532-2387
2533-9847 / 2262-3760

Copyright © 2012-2015.
SINAERJ - Sindicato dos Administradores no Estado do Rio de Janeiro.
Todos os direitos reservados.
   HOME   |   RECOMENDE-NOS   |   CONTATO     
 
Assessoria de Comunicação   Projeto & Desenvolvimento
AZIMUTT Business Intelligence Model