Reforma da Previdência: definição da idade mínima obriga brasileiros a trabalharem mais

http://www.administradores.org.br/wp/wp-content/uploads/2019/02/editadas-emprego-veja-com08.jpgReforma da Previdência: definição da idade mínima obriga brasileiros a trabalharem mais

O esquartejamento dos direitos dos trabalhadores não para. Ontem, 14 de fevereiro, o presidente Jair Bolsonaro definiu a idades mínima para as aposentadorias que estão na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência. Agora, os homens só poderão se aposentar por idade com 65 anos e as mulheres com 62 anos, dentro do período de implementação de 12 anos. Ou seja, os brasileiros serão obrigados a trabalhar ainda mais para receber o valor da aposentadoria.

Sendo mais severa que a proposta do ex-presidente Michel Temer, como se já não bastasse as alterações da idade mínima e o tempo de contribuição, a reforma da Previdência do governo Bolsonaro incluiu em seu texto a capitalização individual, espécie de poupança, que visa depreciar ainda mais os trabalhadores. Segundo o secretário da Previdência Social, Rogério Marinho, os detalhes da PEC serão conhecidos na próxima quarta-feira (20), que será encaminhada para o Congresso Nacional para aprovação e depois sanção do presidente.

Mediante a tantas mudanças nefastas do novo governo, a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e centrais sindicais irão realizar no dia 20, quando a proposta será encaminhada ao Congresso, a partir das 10h, na Praça da Sé, em São Paulo, uma assembleia nacional para formalizar um plano de lutas em defesa da aposentadoria. Além da reunião, outros atos, assembleias, panfletagens ocorrerão em todo o Brasil contra as diversas alterações no texto da PEC da reforma da Previdência que praticamente enterram os direitos dos trabalhadores.

“O governo acha que com a Reforma da Previdência vai arrecadar cerca de R$ 1 trilhão de reais nos próximos dez anos, mas não leva em consideração que para isso acontecer retiraram os direitos de muitos trabalhadores. Esse mandato visa passar por cima de todos para alcançar seus interesses e quem sofre é a população. Estão esquartejando todas as nossas conquistas. Não podemos deixar isso continuar, precisamos batalhar em favor de nossos direitos”, afirma Edson Machado, Presidente do Sinaerj.

Author Description

Sinaerj

No comments yet.

Join the Conversation