Jovens serão os mais prejudicados com a nova carteira de trabalho proposta por Bolsonaro

http://www.administradores.org.br/wp/wp-content/uploads/2019/02/7.jpgJovens serão os mais prejudicados com a nova carteira de trabalho proposta por Bolsonaro

Além dos absurdos propostos na Reforma da Previdência, que aniquilam os direitos previdenciários dos trabalhadores brasileiros, o governo Bolsonaro pretende criar uma nova carteira de trabalho, “verde e amarela”, mirando nos jovens que ingressam agora no mercado. O modelo vai dar a opção aos trabalhadores para decidirem entre a carteira tradicional azul ou a nova, verde e amarela, que extermina direitos trabalhistas fundamentais como FGTS, 13º salário e férias.

Por se tratar de uma série de direitos constitucionais, Jair Bolsonaro e seu ministro da Economia, Paulo Guedes, não podem acabar com esses pontos. Por isso, a ideia é criar condições para induzir o próprio trabalhador a optar pela retirada de direitos, convencendo a classe trabalhadora com um discurso infame de que menos direitos são proporcionais à geração de mais emprego no País.

O público que poderá utilizar a carteira personalizada de “falso patriotismo” nas cores verde e amarela terá sua linha de corte definida por data de nascimento, ainda não divulgada pelo governo federal. Em caso de eventuais transtornos com a empresa, o trabalhador que optar pela nova carteira deverá recorrer à Justiça comum, e não mais à Trabalhista. Assim sendo, aos poucos a Justiça Trabalhista se desvanece do seu papel protecionista da classe trabalhadora brasileira.

“É um completo absurdo o que estão fazendo com os nossos direitos trabalhistas. O pacote econômico proposto pelo atual governo só retarda ainda mais o desenvolvimento socioeconômico do País”, disse Edson Machado, Presidente do Sinaerj.

Author Description

Sinaerj

No comments yet.

Join the Conversation