Desempregados há mais de 2 anos no País já somam 3,16 milhões de brasileiros

http://www.administradores.org.br/wp/wp-content/uploads/2018/09/Desempregados-há-mais-de-2-anos-no-País-já-somam-316-milhões-de-brasileiros.jpgDesempregados há mais de 2 anos no País já somam 3,16 milhões de brasileiros

O número de inativos no mercado de trabalho há mais de 2 anos no País já atinge a marca de 3,16 milhões, segundo dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Sendo o maior número já apresentado na pesquisa, essa parcela da população corresponde a 24% do atual índice de desemprego, que já afeta mais de 13 milhões de brasileiros.

A pesquisa constatou que a taxa de desocupação no 2º trimestre tem caráter de desigualdade de gênero e de raça, sendo maior entre mulheres e negros. Entre as mulheres, já atinge 14,2%, enquanto entre os homens, 11%. Aos negros, o desemprego já alcança 15%, enquanto entre pardos 14,4% e brancos 9,9%.

O levantamento aponta ainda para um aumento de 238 mil desempregados há mais de 2 anos, em comparação ao 1º trimestre de 2018. Desde o início da crise econômica que se instaurou no Brasil, houve um acréscimo de 162% na mesma conjunção.
Apesar dos dados alarmantes, a taxa de desemprego diminuiu de 13, 1% para 12,4% no 2º trimestre deste ano. Essa redução não traz otimismo ao cenário de desemprego do País, uma vez que é consequência do aumento de trabalhadores que se submeteram à informalidade ou por estarem fora do mercado de trabalho.

A pesquisa apontou ainda que a quantidade de trabalhadores com carteira assinada é o menor já registrado pelo IBGE. Rio de Janeiro e em São Paulo alcançaram os seus menores níveis de carteira assinada, de 2,8 milhões e 9,9 milhões, respectivamente.
Dentro do quadro de desempregados no Brasil, a quantidade de inativos que desistiram de procurar trabalho também é recorde, atingindo 4,8 milhões no 2º trimestre, sendo 203 mil pessoas a mais do que no trimestre anterior. O alto índice de desalentados se deve ao tempo de espera que esses brasileiros estão na fila do desemprego.

“Impressionante os números de brasileiros desempregados, desalentados e informais no País. Vemos a nossa atual política voltada para o mercado privado, e deixando de governar para a sociedade. Alguém precisa olhar por essas 13 milhões de pessoas excluídas do mercado de trabalho e da economia nacional”, disse Edson Machado, Presidente do Sinaerj.

Author Description

Sinaerj

No comments yet.

Join the Conversation