Senadores voltam do recesso e oposição se mobiliza contra a privatização da Eletrobras e venda do pré-sal

http://www.administradores.org.br/wp/wp-content/uploads/2018/08/A-Câmara-dos-Deputados-em-Brasilia-1.jpgSenadores voltam do recesso e oposição se mobiliza contra a privatização da Eletrobras e venda do pré-sal

Ontem, 1º de agosto, os deputados e senadores voltaram do recesso parlamentar e com urgência retomaram as votações das medidas provisórias que ficaram suspensas em meio das férias. Em contrapartida, a oposição liderada pelo senador, líder do PT, Lindbergh Faria (Rj), se mobiliza contra a aprovação de dois projetos que colocam os bens e o patrimônio público do País em risco.

O primeiro projeto (PLC 77/2018), aprovado pela Câmara dos Deputados em 4 de julho, permite a privatização de seis distribuidoras controladas pela Eletrobras nas regiões Norte e Nordeste, entre elas, a Amazonas Energia, Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron), Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), Companhia Energética de Alagoas (Ceal), Companhia de Energia do Piauí (Cepisa) e Boa Vista Energia, em Roraima. A proposta será encaminhada para o Senado em regime de urgência e caso não seja aceito, as distribuidoras serão liquidadas, já na data de 30 de agosto, em leilão.

A segunda medida provisória (PLC 78/2018), apesar de não possuir votos suficientes, também está com urgência para ser aprovada, permitindo que a Petrobras passe cerca de até 70% dos direitos de exploração de petróleo do pré-sal, na Bacia de Santos, concedida onerosamente pela União, para outras empresas, sendo mantidos 30% de participação  da estatal no consórcio.

“Não podemos mais permitir os retrocessos. Todas essas medidas são revoltantes! Querem entregar nosso patrimônio a qualquer custo. Não podemos aceitar isso, necessitamos nos unir mais  para impedir todos esses prejuízos causados por um governo que não governa para o povo”, comenta Edson Machado, Presidente do Sinaerj.

Author Description

Sinaerj

No comments yet.

Join the Conversation