A diferença salarial entre homens e mulheres poderia mudar o PIB do Brasil

http://www.administradores.org.br/wp/wp-content/uploads/2018/05/diferença-salatial-ESSA.jpghttp://www.administradores.org.br/wp/wp-content/uploads/2018/05/diferença-salatial-ESSA.jpgA diferença salarial entre homens e mulheres poderia mudar o PIB do Brasil

A discrepância salarial entre homens e mulheres no Brasil ainda é muito grande. Segundo pesquisa realizada pelo estudo Mulheres, Empresas e o Direito 2018: Igualdade de gênero e Inclusão Econômica, divulgado pelo Banco Mundial, a sua equiparidade poderia aumentar o Produto Interno Bruto (PIB) do País.

O documento compara a situação da mulher em 186 países levando em conta a desigualdade nos salários, gestão e participação nas empresas. De acordo com estudos, no Brasil não existem limitações à capacidade jurídica e liberdade de movimento, mas ainda há leis que impedem a participação econômica feminina.

Para Paula Tavares, advogada e especialista em gênero do Banco Mundial, a diferença salarial é ainda mais grave quando é analisada no ponto de vista racial tornando a mulher mais vulnerável. Segundo ela, a renda feminina no Brasil é equivalente a cerca de 75% da renda do homem para cargos equivalentes, mas no caso da mulher negra essa diferença chega a 50% do salário dos homens.

Apenas 8% das mulheres ocupam cargos de liderança no País, principalmente quando são os cargos no setor de administração. Conforme o estudo, no nível global, mais de 2,7 bilhões de mulheres sofrem restrições ao escolher suas atividades profissionais.

A Presidenta da Sinaerj, Dirce Beltrão, pontua que a diferença de gêneros no Brasil influencia negativamente em vários fatores, inclusive nas lideranças de altos escalões nas empresas.  “A sociedade tem que entender que as mulheres são capazes de exercer funções iguais aos homens e merecem receber valores equiparados. É preciso exercer forças para manter a presença feminina nos cargos de lideranças e na política.” A Sinaerj é uma Entidade que defende a igualdade de gêneros e equivalência de salários aos Administradores e Administradoras do Estado do Rio de Janeiro.

Author Description

Sinaerj

No comments yet.

Join the Conversation