Adiada sessão sobre privatização da Eletrobras

http://www.administradores.org.br/wp/wp-content/uploads/2018/04/Adiada-eletrobras.jpgAdiada sessão sobre privatização da Eletrobras

A sessão da comissão especial, que deveria ocorrer esta semana na Câmara dos Deputados para analisar o projeto de lei que trata da privatização da Eletrobras foi adiada mais uma vez. O cancelamento ocorreu devido a ordem do dia no plenário, que impediu o trabalho em comissões. Uma nova reunião foi agendada para o dia 10 de abril.

O governo está atacando friamente o sistema elétrico nacional e tem realizado fortes investidas para a  privatização da Eletrobras Holding. O projeto de privatização da empresa é parte da agenda econômica prioritária do governo Temer, que vem alcançando firme na Câmara dos Deputados. A divulgação do prejuízo de R$ 1,7 bilhão em 2017 e de R$ 28 bilhões em seis anos, divulgado pelo jornal Estadão, deu mais força à base aliada governista na tentativa de desmontar o setor elétrico do País.

No entanto, ao propor um projeto que visa vender um patrimônio público nacional, o governo ignora as consequências que isso provocará no País e à população brasileira. Um País soberano jamais pode entregar às mãos avarentas privatistas o controle da vazão de seus rios, isso se configuraria em vender as águas do Território Nacional.

Além disso, no passado, houve experiências negativas com a falta de investimentos no setor de energia. Na era FHC, por exemplo, o modelo elétrico mercantil promoveu um enorme apagão no País em 2001 e um elevado custo no valor da energia, subindo 2,5 vezes mais que o IPCA, de 1995 a 2002, de acordo com dados do IBGE.

“Já parou para pensar por que o governo deseja tanto vender um patrimônio nacional, sobretudo, às vésperas de sua saída por conta das eleições? A justificativa de arrecadação de R$ 12 a 20 bilhões com a venda da estatal se torna infundada perante a receita de R$ 60 bilhões que a empresa gera. Então, qual real motivo de doar nossos bens públicos? Estamos vivendo períodos inóspitos e precisamos manter a resistência em defesa do patrimônio do nosso Brasil”, afirma Edson Machado, Presidente do Sinaerj.

Author Description

Sinaerj

No comments yet.

Join the Conversation